Pesquisar este blog

Máximas

“Não há dúvida de que a transformação da modéstia em virtude foi de grande vantagem para os idiotas...”
 Schopenhauer 


Uma mulher semifaminta dos Highlands dá frequentemente à luz mais de vinte filhos, ao passo que uma rica e elegante é, muitas vezes, incapaz de criar um único; em geral, fica exausta com dois ou três. A esterilidade, tão frequente entre mulheres da sociedade, é muito rara entre as de situação inferior. O luxo no belo sexo, conquanto inflame, talvez, a paixão do gozo, parece enfraquecer e, frequentemente, destruir todas as forças da procriação.
(Adam Smith, "A Riqueza das Nações" )


Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.
Pitágoras

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.
Confúcio
Peça o mesmo para mim, pois os amigos devem ter todas as coisas em comum.

Platão, Fedro




"Sou mais rico do que tu, portanto, sou superior a ti." "Sou mais eloqüente do que tu, portanto, sou superior a ti." É mais lógico raciocinar: "Sou mais rico do que tu, portanto, minha propriedade é superior à tua." "Sou mais eloqüente do que tu, portanto, meu discurso é superior ao teu." As pessoas são algo mais do que propriedade ou fala.
( Epicteto, "Discursos")

Como a felicidade consiste na paz de espírito e como a duradoura paz de espírito depende da confiança que tenhamos no futuro, e como essa confiança é baseada na ciência que devemos conhecer da natureza de Deus e da alma, segue-se que a ciência é necessária à verdadeira felicidade.
GOTTFRIED LEIBNIZ, Prefácio à Ciência Geral
 

Quer nossa discussão diga respeito aos negócios públicos ou a qualquer outro tema,devemos conhecer alguns, ou todos os fatos sobre o tema de que estamos falando ou a cujo propósito discutimos. Caso contrário, não teremos os materiais de que os argumentos são construídos.
Aristóteles, A Retórica


“que venha o vento quente do outono para que caiam mais depressa das árvores os frutos apodrecidos”                                             Nietzsche



"Os fins justificam os meios", atribuída a Maquiavel.

Ora, Maquiavel nunca escreveu isto. A frase é traduzida, incorretamente, da sua obra mais conhecida, O Príncipe, mas o que realmente está escrito é que "os meios são determinados pelos fins que alguém busca atingir", ou "pelos fins que se procuram atingir". Não é a mesma coisa. Leia mais: http://www.mundodosfilosofos.com.br/marcello6.htm#ixzz1uUmn3aUq

2 comentários:

  1. "Ao invés de ser um cadinho de onde sairia uma cultura nacional às custas de perdas, de assimilação, de intolerância e de menosprezos gratuitos, o Brasil poderia dar ao mundo o exemplo de um pluralismo cultural em que os homens são mais eles mesmos quando vivem plenamente suas culturas próprias e são consequentemente capazes de melhor conhecer e de viver as dos outros. (Olabiyi Babalola Yai)

    ResponderExcluir
  2. "O homem não passa de um caniço, o mais fraco da natureza, mas é um caniço pensante. Não é preciso que o universo inteiro se arme para esmagá-lo: um vapor, uma gota de água bastam para matá-lo. Mas, mesmo que o universo o esmagasse, o homem seria ainda mais nobre do que quem o mata, porque sabe que morre e a vantagem que o universo tem sobre ele; o universo desconhece tudo isso. Toda a nossa dignidade consiste, pois, no pensamento." (Pascal)

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo!

Seja Bem Vindo!
Volte sempre!